DestaqueMandirituba

62ª Festa do Padroeiro e dos Motoristas vem aí

Evento será realizado no próximo dia 4, no Parque Municipal Ângelo Zeglin Palú

A festa em homenagem ao Senhor Bom Jesus em Mandirituba, que é o padroeiro da cidade, está completando 62 anos de realização. Intitulado pelo padre João Maria como presidente, Rodrigo José Taborda está à frente da comissão organizadora pelo sexto ano consecutivo e, segundo ele, o engajamento das pessoas envolvidas com a comunidade é o que torna essa festa tão tradicional. “Não sou eu que faço a festa, temos uma equipe muito boa, é ela que faz tudo acontecer”, declara Rodrigo.

Tudo começa às 7h30 do próximo dia 4, com a missa na Igreja Matriz de Mandirituba. Logo após, segue uma procissão com santos até o Parque Municipal Ângelo Zeglin Palú, onde acontece a festa o dia todo. Durante a procissão, os padres que participam da celebração fazem as bênçãos dos veículos na entrada do Parque.

Os 16 quiosques do local Parque Municipal são locados para empresas do ramo de transporte, que vem para a festa apresentar seus produtos e serviços. “Dia 25 de julho é dia dos motoristas, então a gente já celebra junto com a festa do padroeiro e isso tem tudo a ver com esse tempo de empresas”, justifica Rodrigo, considerando que a ação fomenta os negócios da região.

Graças à colaboração de vários voluntários, o almoço com churrasco e costela fogo de chão faz grande sucesso entre os fieis que comparecem ao evento. Além disso, será realizado o Show de Prêmios, com o sorteio de até R$ 15 mil; e a exposição de caminhões antigos; entre outras atrações. “Hoje o Parque foi todo asfaltado pela Prefeitura, está muito bonito e favorece a realização de um belíssimo evento para receber toda a população local e até pessoas de fora, pois tem gente que vem de Santa Catarina para conferir nossa tradicional festa”, opina o presidente da comissão organizadora.

Rodrigo lembra que todo dinheiro arrecadado pela organização do evento fica na Paróquia, que investe em algumas ações sociais no município. “Em breve, o telhado da nossa Igreja vai ser reformado, o que exige um valor bem alto, então a arrecadação da festa também vai poder ajudar nessa reforma”, acrescenta o presidente da comissão organizadora, contando que o estacionamento construído ao lado da Igreja, cerca de dois anos atrás, foi todo feito com valores arrecadados na festa. “Tudo é investido em prol da própria Igreja e da comunidade”, pontua.

 

Uma grande atração à altura da festa

Demolicar está em sua quarta edição e já se tornou a principal atração da Festa do Padroeiro e dos Motoristas

É incrível como a destruição de carros na arena pode construir um grande espetáculo Atualmente, a principal atração da Festa do Padroeiro e dos Motoristas de Mandirituba é o Demolicar, que já vai para sua quarta edição. Segundo Paulo Maurício Ramos, responsável pela organização do Demolicar, a atração foi inspirada as corridas de demolição praticadas nos Estados Unidos. “A ideia surgiu a quatro anos atrás numa conversa entre eu e o rodrigo. Nós queríamos trazer uma atração diferente para a festa, porque já fazia um bom tempo que era sempre a mesma coisa e a gente quis inovar”, descreve Paulo.

Na primeira edição foram noves participantes e, neste ano, serão 21, pois as inscrições foram limitadas, devido a fatores como segurança e tempo de realização da prova. “A ideia é que o carro que permanecer andando por último será o grande campeão. Devido ao número de participantes, esse ano a prova será dividida em três baterias classificatórias e uma quarta de repescagem, com 10 minutos máximos de duração. Já a grande final não tem hora para acabar, a prova só será finalizada quando sobrar apenas um carro rodando”, descreve o organizador da atração.

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Verifique também

Close
Skip to content